Elder Dragons

Os Elder Dragons são uma raça misteriosa de criaturas draconianas, mais perigosas que qualquer ameaça que Tyria já enfrentou. Mais antigos que os seis deuses, datando da época dos Giganticus Lupicius(se não antes), estas criaturas anciãs dormiram por centenas de anos, esquecidos pelas raças de Tyria, e vem causado problemas desde que despertaram.

Descritos como forças da natureza, aparentando um tsunami ou terremoto, os Dragões Anciões parecem incontroláveis e causam destruição em Tyria. As raças de Tyria são incapazes de entender sua inteligência, motivação ou até mesmo o gênero, bem como os Dragões Anciões, como as forças primordiais. Para os Tyrians, eles não são diferentes dos desastres naturais. No entanto, cada Dragão Ancião tem sua motivação única e modo de agir, seja nas coisas que fazem ou nas coisas que corrompem.

Em 1120AE, Primordus foi o primeiro a despertar. Causou devastação nas profundezas de Tyria e forçaram os subterrâneos Asura a irem para superfície permanentemente. Os Dwarf viajaram nas profundezas para tentar suprimir suas forças, no entanto é desconhecido até onde obtiveram sucesso. Seguindo Primordus veio Jormag, que acordou em 1165AE, emergindo do norte em Shiverpeak Montains, raxando as montanhas e criando mares na terra.

Outros Dragões começaram a despertar. Em 1219AE, Zhaitan despertou e afundou toda a Penísula de Orr, afundando as costas de Tyria afogando milhares. Zhaitan tornou os que matou em um exército de mortos vivos, espalhando o Strait of Malchor e bloqueando o acesso à Cantha. Outro dragão despertou no fundo do mar, criando tentáculos nos rios e lagos. Em 1320 AE, Kralkatorrik subiu ao norte de Charr Homelands, voando para o sul de Ascalon, corrompendo tudo em seu caminho. Ele se estabeleceu no Crystal Desert bloqueando as comunicações com Elona.

Os Dragões Anciões mantém o domínio sobre Tyria atualmente. Cada uma das raças tentou lidar com esta ameaça da melhor forma que puderam, porém para destruírem os dragões e realmente sobreviverem precisam trabalhar em conjunto. Já existe uma ordem multi-racial dedicada à solucionar o problema com os dragões.

  • 1079 AE: The War in Kryta
  • 1120 AE: Primordus Awakens, access to the Depths of Tyria is lost.
  • 1165 AE: Jormag Awakens, the Norn are forced to flee south.
  • 1219 AE: Zhaitan Awakens, Orr resurfaces, access to Cantha is lost.
  • 1278 AE: “Deep Sea Dragon” awakens.
  • 1320 AE: Kralkatorrik Awakens, access to Elona is lost to all but the Order of Whispers.
  • 1325 AE: Present Day Guild Wars 2

Primordus foi o primeiro dos Dragões Anciões a despertar em Tyria. Primordus estava dormindo em uma caverna, era considerado pelos Asura apenas uma estátua que emitia uma enorme energia mágica. Por esta razão, eles construiram a Câmara Central de Transferência perto do Dragão. Primordus deveria despertar em 1078 AE, porém seu mais poderoso general foi derrotado o Great Destroyer, seu despertar atrasou em duas gerações, até 1120AE. Despois de despertar, os outros Dragões Anciões começaram a ascender um por um.

Depois de despertar, seus lacaios, os destroyers, afundaram as Profundezas de Tyria, esmagando qualquer esperança que os Asura tivessem de retornar à sua casa. Muitos dos dwarves remanescentes são agora criaturas de pedra, parados vigiando as entradas das profundezas assegurando que os lacaios de Primordus nunca cheguem à superfície. Outros viajaram pela caverna para batallhar diretamente com Primordus e seus servos.

Primordus se manteve embaixo da superfície desde que despertou, limpando vastos traços de regiões subterrâneas, que forçou mais raças, como os skritt, a fugirem das profundezas. Como resultado de suas atividades, os lacaios de Primordus podem ser encontrados em qualquer lugar da superfície.

Primordus vem do latin, significa literalmente “O primeiro à ascender”. É bem próximo da palavra em inglês primordial, que significa “existe desde o começo”.

Jormag é o Dragão Ancião do gelo e é às vezes chamado de “Dragão” pelos Filhos de Svanir. Já em 1078 AE Jormag estava influenciando ativamente Tyria. Ele sussurou promessas de poder a Svanir através de seu campeão atualmente sem nome transformando-o no primeiro campeão dos dragões conhecido, um meio-Norn meio-urso coberto de gelo conhecido como o Nornbear. Jormag também roubou da irmã Svanir, Jora, sua capacidade de “tornar-se o urso.” Desde Svanir, vem havendo um culto dos Norns conhecidos como os Sons of Svanir (Filhos de Svanir) que adoram Jormag como o mais forte Espirito da Selva. Ao longo dos anos, Jormag recorreu de seus poderes e acelerou seu próprio despertar.

Jormag despertou em Far Shiverpeaks em 1165AE , forçando os kodan a fugir dos mares de gelo lutando contra os habitantes Norns de lá. Sua ascensão causou terremotos que racharam e destruiram as terras mais ao norte, permitindo que o mar gelado do norte as inundasse completamente criando novos mares terra a dentro. Estes novos mares são agora habitados por alguns Kodans refugiados em Santuários. Jormag também provocou um aumento nas marés dos oceanos do norte, que viraram e destruiram muitas outras fortalezas de gelo dos Kodans.

Apesar de poderosos lutadores, os Norns não eram páreo para essas criaturas de neve e gelo que o Dragão possuia, conhecidas como Icebrood e foram levados para o sul para o abandonado território dos anões. A forças do dragões agora ocupam a área em torno do Lago de Dakkar e de Gunnar’s Hold, tendo este último sido dilacerado por uma geleira. No entanto, um poderoso guerreiro Norn, Asgeir, foi capaz de arrancar uma presa da boca de Jormag, antes de levar seu povo para o sul com a ajuda dos Espiritos da Selva. O dente é agora mantido em Hoelbrak onde os Norns testam seus heróis contra ela. Acredita-se que quando um herói danificar o dente, este mesmo herói será capaz de derrotar Jormag uma vez por todas.

Jormag é muitas vezes referido como sendo uma nevasca viva. Ele e alguns dos campeões de Jormag possuem poderosas capacidades mentais que alteram a forma de pensar de seus inimigos. Sempre que um grupo de Norns ataca Jormag ou seus campeões, os homens sempre retornam como Icebroods, atacando a base deste grupo de Norns em forma de vingança, no entanto, Norn’s femininas nunca retornam.

  • Jormag não é o dragão visto em Drakkar Lake no Guild Wars original como muitos pensam. Em vez disso, esse é meramente ainda o campeão sem nome.
  • Jormag pode ser uma referência a Jörmungandr, a serpente do mundo.

Zhaitan é o nome dado pelas lendas dwarven sobre o dragão ancião de Orr. Por uma quantia de tempo desconhecida ele dormiu sob a terra de Orr. Em 1219AE despertou de seu sono. Ao retornar a vida ascendeu a penísula submersa à superfície, matando os corsários que foram às ilhas procurando por portos seguros e riquezas. O retorno também causou terremotos e maremotos que devastaram as regiões costeiras, incluindo The battle Isles e Lion’s Arch

Zhaitan usou seus poderes para tomar controle dos mortos de Orr, formando um exércido massivo. Então renasceu os navios afundados dos corsários e criou suas tripualções de mortos-vivos, criando uma formidável marinha compatível com seu exército. A marinha do dragão estendia desde a nova Orr até as praias de Ring of Fire, através de Strait of Malchor, bloqueando a passagem para Cantha. Durante o século passado a marinha de Zhaitan não deixou ninguém entrar ou sair de Tyria, ninguém ousou correr o risco de ser adicionado ao exército do dragão. Zhaitan governa seus exércitos de seu lar nas Ruínas Corrompidas da Cidade Sagrada Arah.

  • Zhaitan será o primeiro antagonista no lançamento de Guild Wars 2

Zhaitan será o único Dragão Ancião que jogadores poderão encontrar físicamente. Ele também pode ser encontrado em uma dungeon.

  • Zhaitan é possívelmente uma referência à Shaitan, que é o nome islâmico para Satan e o nome de um grupo de demônios islâmicos.

O atualmente indenominado Elder Dragon das profundezas dos mares tem o poder de criar através da água, criaturas com tentáculos . Através de seus poderes, ele vem criando servos em todos os lagos e rios próximos a sua localização. Seu paradeiro e todos os outros detalhes ainda são desconhecidos. Este Dragão Ancião em particular não possui grande influência sobre o mundo da Tyria, o que explica a falta de informação a respeito desse assunto. Esta falta de informação destinou-se a dar uma sensação de mau presságio aos oceanos abertos. Tem havido menções de Krait , Quaggan e outras criaturas marinhas que foram expulsas do mar por um “dragão subaquático”.

A invasão dos Kraits nas terras dos Quaggan 50 anos atrás coincidindo com o despertar aproximado deste dragão. A raça dos escravizadores aquaticos habitava as mais profundas trincheiras do Unending Ocean, até que um dia de repente eclodiram em território quaggan quase destruindo por inteira a civilização.

Não deve ser confundido com Zhaitan, que também acordou no mar, que no entando possui um tipo de poder e servos inteiramente diferentes.

Devido à falta de um nome oficial, as pessoas se referem ao dragão como “Deep Sea Dragon”(Dragão dos Mares Profundos) (ou DSD / DSD, para abreviar), “Bubbles”, “Dragon of the Deep”, e uma variedade de outros nomes..

Kralkatorrik é o Dragão ancião de Cristal e o mais recente Dragão Ancião a despertar. Tem mil pés de altura e suas asas facilmente bloqueiam o sol. Tem o poder de corromper qualquer coisa orgânica com seu sobro, incluindo folhagem. O dragão despertou 1320 AE em Grothmar Wardowns com as Terras natais dos Charr, onde foi confundido com uma montanha; então voou para o sul sobre o território dos Charr em Ascalon e as Estepes Blazeridge, criando o Dragonbrand no processo.

Quando Kralkatorrik voou, uma terrível tempestade de nuvens negras e raios se formou ao redor de seu corpo. As terras sobre o caminho em que voou foram tocadas pelo Sopro dourado e se tornaram negras e as plantas e os animais se tornaram marcados – como formas de vida cristalinas. Atualmente ocupa o norte do Deserto de Cristal, onde pousou perto do covil dos Glint e da Tomb of Primeval Kings. Também está impedindo o movimento para Elona, exceto para a Ordem dos sussurros

Kralkatorrik também é reconhecido como furacão e tempestade de areia. Já que tem a habilidade de criar e mesmo se tornar.

Em 1320AE, foi revelado que Glint era um Dragão Campeão de Kralkatorrik. Pouco depois do despertar de Kralkatorrik, a Destiny’s Edge tentou matar o dragão ancião com a ajuda de Glint e quase conseguiu. No entanto, depois de Logan Thackeray decidir os deixar para salvar a Rainha Jennah, os outros se tornaram incapazes de proteger Snaffenquanto estava paralizado por Kralkatorrik. O dragão escapou antes de levar o golpe fatal, Glint e Snaff perderam suas vidas. A Destiny’s Edge se separou como resultado

  • De acordo com a Edge of Destiny, Kralkatorrik é 20 vezes maior que Glint.
  • Kralkatorrik pode ser achado dormindo no Guild Wars original em Grothmar Wardowns.
  • O nome Kralkatorrik’s é bem próximo do nome vulcão Krakatoa.

 

fonte: http://guildwars2brasil.com.br/wiki/Elder_Dragon

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s